Loading the player...

Grupo de investigadores acredita que este projeto poderá ser usado para chegar a zonas de difícil acesso, seja numa operação de resgate ou numa investigação científica.

A Universidade de Harvard desenvolveu um robô que consegue andar em terra, à superfície e também debaixo de água. Para deslocar-se utiliza a sua própria energia, gerada nas bases de apoio e que são apelidadas pelos investigadores como plataformas multifuncionais.

De acordo com a publicação Gizmodo, o tamanho do HAMR (Micro robô ambulatório de Harvard) é o ideal para este mover-se em terra e ‘nadar’, por ter um peso de apenas 1,65 gramas e a capacidade de carregar até 1,44 gramas.

Se tivesse um tamanho maior não seria possível suportar a passagem para o ambiente líquido, devido às diferenças de pressão que existem. Caso fosse mais pequeno, não seria capaz de gerar força suficiente para se mexer.

Em termos de energia, o ‘inseto’ utiliza uma técnica conhecida por electrowetting: as plataformas multifuncionais que sustentam o HAMR reabastecem-no à medida que este se movimenta e permitem também que o robô fique estável, de modo a conseguir equilíbrio, para se mover e mergulhar sem gerar danos.

Qual o futuro deste robô anfíbio? Os seus criadores pretendem arranjar um método deste sair da água sem a ajuda de uma rampa. Algumas ideias já estão em cima da mesa: colocar adesivos nas plataformas existentes nos pés do robô ou fazer com que este saia da água através de pequenos saltos.